Atualização da Powerboard Tyche a ser completada até o fim de junho

O nome final da placa-mãe

Em outubro de 2020, pedimos à comunidade que se juntasse ao nosso fórum e enviasse suas sugestões de nomes para a nossa placa-mãe. O debate foi intenso, com uma variedade de ideias cobrindo tudo desde mitologia, fauna e flora até literatura, música e tecnologia.

Mantivemos as urnas abertas por um ano, até atirgirmos a marca de 1000 votos. O time principal pré-filtrou as sugestões e, durante o processo, descobrimos que é dificílimo batizar alguma coisa. =)

Entre todas as sugestões, algumas notáveis: Bellatrix, estrela ou vilã de Harry Potter, dependendo da sua preferência; Abertura: um tema músical de energia e força) e Fênix, símbolo de resiliência e também potencial mascote.

Depois de algumas rodadas de lembretes, em março de 2022, a comunidade Power Progress decidiu por um híbrido entre o primeiro e o terceiro nomes mais votados porque as duas primeiras opções eram muito genéricas. A nossa placa-mãe acabou batizada de POWERBOARD TYCHE.

O nome POWERBOARD é auto-explicativo. Tique é a deusa grega da fortuna e da prosperidade, a quem podemos creditar pelo destino e sorte de uma cidade. Entretanto, inicialmente sua função era trazer boas novas ao povo. Seu equivalente romano se chama Fortuna.

Esperamos ansiosamente pelos novos laptops rodando a POWERBOARD TYCHE!

Criptografia

Desde 2018, mantemos contato com a CEuniX.eu, que criou a biblioteca criptográfica pós-quântica. Mais especificamente, contactamos Stipean, um entusiasta do software livre e do PowerPC, que agora é CEO da QRCrypto SA. Eles adorariam ver a plataforma PowerPC executando a sua biblioteca pós-quântica. E nós queremos vê-la no nosso laptop.

Em 2018, eles doaram para a nossa campanha para o diagrama elétrico e agora querem ajudar-nos de novo contribuindo para a última rodada da campanha de arrecadação.

Somos muito gratos ao seu compromentimento com o nosso projeto.

Redesenho de uma parte da nossa placa-mãe e situação de fornecimento de componentes

Estávamos esperando pelas duas placas de vídeo MXM da AMD, mas o seu distribuidor nos informou que eles foram forçados a cancelar a produção do produto porque o mercado parou de produzir memória GDDR5. Além disso, a fusão entre a AMD e a Xinlinx está atrasando a produção da nova placa de vídeo com GDDR6.

Como vocês sabe, temos tido problemas para encontrar os componentes mencionados na lista abaixo, não apenas por sua disponibilidade, mas também pelo aumento dos preços. Depois de pesquisa minuciosa, o projetista conseguiu identificar componentes substitutos.

Abaixo, a lista detalhada de componentes indisponíveis ou muito caras que o projetista está subsitituindo por equivalentes:

  • 1 por placa: NPN; BSR17A bipolar; 40V; 0.2A; 0.35W; SOT23 – ON SEMICONDUCTOR > 3100% de aumento de custo, de 0,5 EUR para 16,50 por unidade.
  • 4 por placa: Field Effect Transistor –NDC7002N MOSFET 2N-CH 50V 0.51A SSOT6 – ON SEMICONDUCTOR :> 1100% de aumento de custo, de 0,5 EUR para 6,5 EUR por unidade.
  • 2 por placa: MOSFET N-CH 100V 60A PPAK SO-8 SiR870DP – Vishay Siliconix > 3250% de aumento de custo, passando de 1,53 EUR para 50 EUR por unidade.
  • 1 por placa: Parallel NOR Flash Automotive Memory MT28EW01GABA1HJS-0AAT – MICRON > 3250% de aumento, de 13 EUR para 423 EUR!!!
  • 1 por placa: IC EEPROM 256KBIT I2C 1MHZ 8SOIC AT24C256C-SSHL-B – Microchip Technology > 1000% de aumento, de 0,29 EUR para 2,5 EUR.
  • 1 por placa: 24-bit translating 1.65- to 5.5-V I2C/SMBus I/O expander TCA6424ARGJR – Texas Instruments. Não disponível.
  • 1 por placa: 24 MHz XO (Standard) LVCMOS Oscillator ASFLMB-24.000MHZ-LC-T – Abracon LLC – Não disponível.
  • 1 por placa: I/O Controller Interface IC HI-PERFORM LW PWR SM FOOT USB 2.0 HUB USB2514-AEZCNão disponível.
  • 1 por placa: Two-Lane PCIe 2.0 to Four-Port 6 Gbps SATA I/O Controller 88SE9235 – MARVELL – 980 EUR!!!!!!!!!
  • 1 por placa: 6-port, 12-lane, PCIe 2.0 Packet Switch PI7C9X2G612GP – Diodes – 700 EUR!!!
  • 1 por placa: Power Switch ICs FDC6331L – onsemi / Fairchild – > 3300% de aumento, de 1,25 EUR para 41,6 EUR.
  • 1 por placa: Switching Voltage Regulators 4.5-18V 20A SWIFT TPS544B20RVFT – Texas Instruments – 90 EUR.
  • 6 por placa: Switching Voltage Regulators 4.5-V to 28-V, 6-A TPS56637RPAR – Texas Instruments – > aumento de 10000%, de 3 EUR para 344 EUR (6 unidades = 2064 EUR)

Em falta em fevereiro, mas novamente disponíveis:

  • 3 por placa: IRLML6346TRPBF – N-Channel 30 V 3.4A (Ta) 1.3W (Ta) – Infineon Technologies
  • 2 por placa: 403C11A24M00000 24 MHz ±10ppm Crystal 10pF 60 Ohms 4-SMD
  • 7 por placa: MOSFET – DMN3730U-7 N 750mA 30V POWER MOS – Diodes
  • 9 por placa: Trans MOSFET – SI4925DY P-CH 30V 5.3A 8-Pin SOIC – ON SEMICONDUCTOR

O projetista está substituindo esses componentes por alternativas disponíveis e mais em conta. Consequentemente, o diagrama elétrico da nossa placa-mãe está sendo refeito. O novo design deverá estar pronto em junho de 2022. No meio tempo, o projetista está encomendando os novos componentes. Quando os recebermos, estaremos prontos para produzir protótipos.

Nosso discurso na LibrePlanet 2022

Em março de 2022,

participamos da LibrePlanet 2022 e acompanhamos muitas palestras interessantes.

LibrePlanet 2022: “Living Liberation” foi um sucesso absoluto. Os participantes se socializaram usando nosso espaço online para conferências chamado LibreAdventure, e criaram coisas lindas no Minetest. Partipantes de nível stalwart e supporter participaram da festa após a LibrePlanet com membros da equipe e do quadro de diretores, que foi um estrondo!

Tanto o sábado quanto o domingo foram abrilhantados pela grande variedade de palestrantes, cobrindo quase qualquer tópico que você possa imaginar sobre software livre.

Nossa palestra se chamou “Porque consideramos libertadora a experiência de participar do projeto do notebook PowerPC de hardware aberto“, e foi apresentada pelo Roberto Innocenti. Ela ilustrou as razões e motivos que fizeram o grupo aceitar o desafio de projetar um notebook PowerPC do zero, que siga completamente os princípios de hardware aberto e baseado no GNU/Linux, e o que estamos aprendendo com a experiência.

Lançamento da campanha para a pré-certificação e certificação CE

Graças aos nossos apoiadores, conquistamos mais uma etapa!

Graças a outra substantiva doação de Viktor Glowack, no dia 27 de janeiro, a última campanha para financiar o teste do hardware atingiu sua meta.
Muito obrigado, Wiktor!
Estamos muito gratos por ter encontrado um apoiador tão generoso. Seu suporte beneficiará tão a comunidade do PowerPC e da computação livre.
Faremos de tudo para atingir nossa meta final: dar à comunidade a placa-mãe PowerPC mais poderosa, totalmente aberta e pronta para produção.

Assim que os protótipos estiverem prontos, transferiremos a arrecadação destinada aos testes do hardware à ACube Systems, a empresa que escolhemos para a nossa jornada para criar um notebook PowerPC.

No momento, suspendemos a produção dos três protótipos por causa da escassez de componentes eletrônicos no mercado. Uma infeliz surpresa, já que esperávamos já estarmos prontos. Entretanto, ainda planejamos testar o hardware imediatamente após a produção e, em seguida, publicaremos uma versão atualizada do diagrama da placa-mãe no nosso Git.

A campanha que estamos lançando tem como meta financiar a certificação preliminar e a certificação CE, obrigatórias para qualquer produto eletrônico vendido no Espaço Econômico Europeu. O selo CE significa que o fabricante ou importador afirma a conformidade do produto com os padrões europeus de saúde, segurança e proteção do Meio Ambiente (Wikipédia).

A meta da nova campanha é de 12500 euros (cerca de 14128 dólares americanos).

  1. Slimbook Eclipse Notebook

    Pre-certification and CE certification

    €13,682.70 donated of €12,500.00 goal

VICE v3.60, o emulador do C64, está disponível para PowerPC 64 Big Endian

Graças ao nosso membro Roberto Guardato, qualquer usuário do Debian PowerPC 64 Big Endian pode jogar jogos de Commodore 64 usando a última versão do emulador VICE.

Este lançamento é parte do nosso compromisso de manter uma versão atualizada do VICE para o PPC64 BE no nosso repositório em https://repo.powerprogress.org/.

This image has an empty alt attribute; its file name is Schermata-del-2022-01-09-14-35-44-1024x640.png
Captura de uma tela mostrando o VICE rodando no Debian PowerPC 64 Big Endian.

Notícias de dezembro de 2021 – enfrentando a falta de componentes eletrônicos

This image has an empty alt attribute; its file name is tai-chi-3761691_1280-1024x981.png
Dmitry Abramov da Pixabay

No início de dezembro de 2021, recebemos uma notícia sobre os componentes eletrônicos necessários que ainda estão em falta. Temos um número total de 22 componentes em falta, e alguns deles estão presentes na lista várias vezes, como o MOSFET (https://en.wikipedia.org/wiki/MOSFET).

Abaixo uma lista detalhada dos componentes em falta:

7 por placa: MOSFET – DMN3730U-7 N 750mA 30V POWER MOS – Diodes

9 por placa: Trans MOSFET – SI4925DY P-CH 30V 5.3A 8-Pin SOIC – ON SEMICONDUCTOR

4 por placa: Field Effect Transistor –NDC7002N MOSFET 2N-CH 50V 0.51A SSOT6 – ON SEMICONDUCTOR

3 por placa: IRLML6346TRPBF – N-Channel 30 V 3.4A (Ta) 1.3W (Ta) – Infineon Technologies

2 por placa: 403C11A24M00000 24 MHz ±10ppm Crystal 10pF 60 Ohms 4-SMD

Chips maiores e mais complexos:

  • Marvell 88SE9235 Sata3 controller (Two-Lane PCIe 2.0 to Four-Port 6 Gbps SATA I/O Controller)
  • Lattice LCMXO256C-5TN100C FPGA – series Field Programmable Gate Array (FPGA) LUTS 78 I/O
  • MICROCHIP  USB2514B-AEZC I/O Controller Interface IC HI-PERFORM LW PWR SM FOOT USB 2.0 HUB
  • NXP Semiconductors  PCAL6524HEAZ    Interface – I/O Expanders PCAL6524HE
  • Outros componentes em falta:

    MPNREFERENCE
    BAS70LT1GD8
    B340B-13-FD12
    MBR140SFT1GD15
    DM3AT-SF-PEJM5(40)J2
    DF13E-40DP-1.25V(51)J20
    SLC1175-271MEBL58
    BSR17AQ9
    S25FL256SAGMFI000U9
    AT24C256C-SSHL-BU30
    FDC6331LU54
    TPS544C20RVFTU65
    LTC4368CDD-1#PBFU81

    Enquanto a ACube Systems está procurando os 22 componentes em falta, em contato com vários distribuidores, nós da Comunidade Power Progress estamos tentando ajudar a obtê-los também. O principal problema que estamos enfrentando não é encontrar cada componente, mas sim que a entrega estimada na maioria das vezes é de seis meses ou mais. Porisso, estamos avaliando a substituição de alguns dos componentes para obtermos um prazo de entrega mais razoável. Caso você possa ajudar a realizar esta tarefa, contate-nos.

    QEMU a todo vapor, com KVM, no processador NXP T2080

    This image has an empty alt attribute; its file name is qemu_kvm-1024x576.png

    Graças a Fabiano Rosas, Cédric Le Goater e Zoltan Balaton (ver discussão em https://lists.gnu.org/archive/html/qemu-ppc/2021-12/msg00231.html) agora é possível rodar máquinas virtuais em velocidade quase nativa com o QEMU no nosso kit de desenvolvimento NXP T2080RDB, que usa exatamente a mesma CPU que o nosso laptop.

    Esta grande conquista foi possível graças ao apoio da KVM (https://en.wikipedia.org/wiki/Kernel-based_Virtual_Machine) que permite que a máquina virtual utilize diretamente a CPU sem a necessidade de passar tempo a emulando.

    O suporte KVM para PowerPC Book3e e6500 CPUs será introduzido pela primeira vez a partir do kernel linux 5.16+ e com a próxima versão do QEMU, muito provavelmente v7.0. Se você quiser experimentar agora, você deve obter o candidato de lançamento do kernel 5.16 e compilar você mesmo QEMU a partir do branch principal do GIT.

    Nós compilamos com sucesso o kernel e o QEMU e depois testamos algumas máquinas virtuais rodando Linux para PowerPC 64 bit em modo Big Endian. Acima, você pode ver uma captura de tela do QEMU rodando três máquinas virtuais com KVM ativado. O sistema host é nosso NXP T2080RDB dev kit que roda Debian SID PPC64, depois há uma VM com Debian SID PPC64 (inferior-direita), depois OpenSUSE Tumbleweed PPC64 (inferior-esquerda), e finalmente VOID Linux PPC64 (superior-direita).

    Note que o suporte da KVM à família e6500 PowerPC ainda está em andamento, por isso pode alguns ajustes podem ser necessários antes de ser considerado confiável.

    Nossas últimas palestras – Outubro e Novembro de 2021

    Open Power Summit 2021 NA

    Prepare-se para migrar para a arquitetura Open Hardware Power Architecture.

    Open Hardware pelo Open Power SBC

    https://cfp.openpower.foundation/summit2021/talk/PAS3TZ/

    Sfscon.it

    PPC64 Open Hardware Notebook já está chegando!

    Um computador baseado no NXP T1040

    LinuxDay Online 2021 – Itália

    Quando la comunità produce un portatile Open Hardware

    https://www.linuxday.it/2021/programma/talk.php?slug=quando-la-comunita-produce-un-portatile-open-hardware

    https://video.linux.it/videos/embed/38a1f04d-ec09-4978-9bc3-290d232d909b

    SBC Open Power / Open Hardware

    https://video.linux.it/videos/embed/5d0333d2-104a-4ec3-86fa-6d81dfa51159

    Campanha de arrecadação para o teste do hardware – junte-se à nós!

    Graças aos nossos apoiadores, chegamos lá de novo!

    A campanha de doação para financiar três protótipos atingiu seu objetivo no domingo 24 de outubro com uma surpreendente aceleração final graças à maior doação já recebida, que nos fez pular em nossas cadeiras quando a vimos. Obrigado a todos vocês e, especialmente, muito obrigado ao Wiktor Glowacki!

    Transferimos o dinheiro arrecadado pela campanha à ACube Systems, a empresa que selecionamos para a jornada desafiadora para fazer um notebook PowerPC. No momento, estamos enfrentando alguns atrasos devido às dificuldades da cadeia de fornecimento da indústria eletrônica (veja nosso post sobre isso), e a ACube está no momento aguardando os últimos componentes eletrônicos para finalmente construir as três placas.

    Agora estamos prontos para lançar a próxima campanha de arrecadação, para financiar os testes de hardware, com meta de 14.000 euros.

    A nova campanha começa hoje, e as doações serão transferidas para a ACube. Nossa esperança é concluir esta nova campanha em menos de 10 meses, mas isso dependerá em grande parte de seu apoio.

    Logo após testarmos os três protótipos, publicaremos uma versão atualizada dos diagramas eletrônicos em nosso repositório GitLab, para que o projeto disponível ao público seja uma versão meticulosamente revista.

    Estamos relativamente confiantes de que as doações se acelerarão quando pudermos mostrar publicamente os protótipos físicos, pois isso deverá melhorar a credibilidade do nosso projeto.

    Lembramos que depois desta nova campanha para realizar os testes de hardware necessários, a próxima campanha é para a certificação de hardware CE com uma meta de 12500 euros, e então finalmente estaremos prontos para a produção em massa!

    Um grupo de gurus para configurar o U-Boot

    A nova campanha de arrecadação financiará o trabalho realizado pela ACube Systems e seu projetista de hardware para os testes de hardware.

    Esforçaremo-nos bastante para contribuir com o processo de desenvolvimento, trabalhando no boot-loader U-Boot. Esta tarefa é bastante urgente, e estamos atualmente criando um grupo central de voluntários com alguns conhecimentos de U-Boot e árvores de dispositivos necessários para inicializar o hardware.

    This image has an empty alt attribute; its file name is 780px-U-Boot_Logo.svg_.png

    Como anunciado em um post publicado em 2018, tivemos alguma experiência na configuração do U-Boot quando montamos nosso kit de desenvolvimento, o NXP T2080-RDB. Nossa configuração foi baseada na versão antiga U-Boot originalmente fornecida com o kit (QorIQ SDK v2.0-1703).

    Um exemplo dos problemas que estamos enfrentando é que o nosso build atual do U-Boot não inicializa a placa de vídeo, portanto, a única maneira de interagir com o U-Boot é através de um terminal serial remoto. Este problema precisa ser resolvido para melhorar a usabilidade geral da placa-mãe.

    Você pode dar uma olhada nos passos que seguimos enquanto trabalhamos com o U-Boot em nosso wiki, e na documentação abrangente e detalhada no site da nossa associação. 

    Abaixo você pode encontrar um commit feito em 2018 ao U-Boot original, compilado em 2017, que foi fornecido com o NXP SDK v2.0-1703.

    https://gitlab.com/power-progress-community/oshw-powerpc-notebook/freescale.com-ppc-u-boot/-/commits/master/

    O plano é começar a trabalhar na última versão do U-Boot (2021-10), estamos em dúvida se devemos começar pelo repositório oficial da linha principal do U-Boot ou, alternativamente, pelo repositório U-Boot QorIQ. Qualquer conselho sobre qual é a melhor escolha é geralmente bem-vindo (por favor, acrescente um comentário a este post).

    Abaixo, você pode encontrar um link para o que trabalhamos em 2018 a fim de iniciar o Linux no NXP Development Kit T2080-RDB:

    https://gitlab.com/power-progress-community/oshw-powerpc-notebook/T2080customizations

    Um grupo de gurus para compilar o kernel

    Qualquer pessoa disposta a ajudar nesta área deverá testar qualquer novo lançamento do kernel Linux para identificar quaisquer mudanças que possam impedir o uso de uma plataforma baseada em CPU NXP T2080, como a placa-mãe do nosso notebook.

    Infelizmente, estas tarefas exigem o uso direto de um hardware que monta a mesma CPU usada na placa-mãe do notebook e não podemos dar acesso ao nosso NXP T2080RDB a ninguém. Enquanto esperamos que os protótipos fiquem prontos, pouco podemos fazer nesta área. Mas, mesmo assim, se você estiver interessado em ajudar, pode começar a investigar as diferenças entre as famílias Book3e e Book3s PowerPC, tendo em mente que o T2080 pertence à família Book3e, e especificamente à variante NXP e6500. A principal lista de discussão dos desenvolvedores do kernel Linux é https://lists.ozlabs.org/pipermail/linuxppc-dev/.

    Até o presente momento, testamos e usamos com sucesso kernels até 5.12.x no nosso DevKit NXP T2080RDB, mas não conseguimos executar kernels a partir da versão 5.13.x. O kernel simplesmente se recusa a carregar. A causa está atualmente sob investigação.
    Se você estiver disposto a nos ajudar, por favor, entre em contato conosco e tentaremos conceder acesso ao T2080RDB.

    Esta é a página do GitLab onde mantemos registro dos núcleos testados no DevKit.

    Precisamos consertar o KVM nos núcleos e6500

    This image has an empty alt attribute; its file name is Kvmbanner-logo2_1.png
    By O.T.S.U. – http://openvirtualizationalliance.org/downloads/kvm-logo_300dpi.png,
    CC BY-SA 3.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=24109871

    Uma outra área, mas estreitamente ligada ao kernel, é o suporte à KVM (máquina Virtual baseada no Kernel) que atualmente não funciona em nossos testes com o T2080RDB. Este é um recurso essencial, pois permite ao usuário gerenciar máquinas virtuais rodando em velocidade quase nativa, pois não precisam emular a CPU (o KVM é capaz de usar diretamente a CPU do computador host).

    Estamos bastante confiantes de que com um esforço relativamente pequeno poderia funcionar porque há pessoas usando KVM em uma CPU muito semelhante, a NXP P5020, que é uma CPU Book3e, especificamente a variante e5500, a CPU NXP da geração anterior. Você pode dar uma olhada abaixo nos resultados alcançados por Christian Zigotzky em seu AmigaOne X5000, um computador atualmente sendo vendido pela A-Eon e baseado no NXP

    This image has an empty alt attribute; its file name is qemu_e5500-1-1024x768.png
    Screenshot por Christian Zigotzky em seu AmigaOne X5000 (CPU NXP P5040, PPC64, Book3e, e5500) com e QEMU+KVM funcionais.

    P5020 ou P5040.

    Listas discutindo QEMU e KVM no PowerPC:

    Um grupo de gurus em problemas de endianness

    Outra importante tarefa que planejamos realizar enquanto os protótipos estão sendo preparados é coordenar um grupo capaz de identificar e corrigir problemas que impedem que distribuições Linux para PPC64 (Big Endian ou simplesmente BE) como Debian, VOID ou MintPPC trabalhem na placa-mãe. Outras distribuições Linux como Ubuntu (última versão suportada 14.04) ou Fedora (última versão suportada 28) abandonaram o PPC64 há muito tempo, seria ótimo vê-las novamente suportadas, mas isso é muito ambicioso no momento.

    O plano é identificar quais software têm problemas na nossa CPU NXP T2080, muito provavelmente devido a problemas de endianness, identificar o conjunto de mudanças necessárias no código fonte e, em seguida, enviar um patch aos mantenedores do software. O problema que estamos enfrentando é que a grande maioria dos softwares modernos é projetada para funcionar apenas em CPUs Little Endian e, na maioria das vezes, os desenvolvedores não testam seus softwares em nenhuma plataforma Big Endian, também porque elas estão se tornando cada vez mais raras.

    Como ter acesso a um T2080RDB pode ser um problema, podemos dizer que em nossa experiência a CPU NXP T2080 se comporta de forma bastante semelhante à CPU G5 (PowerPC 970), a última CPU de 64 bits disponível comercialmente com Altivec, utilizada pela Apple em sua linha de Macs baseados em PowerPC. Se um software funciona bem no G5, há uma grande chance de que ele funcione bem no T2080 também. Claro, o T2080 gasta muito menos energia que G5, mas o G5 seria o companheiro perfeito para realizar a investigação enquanto nossa placa-mãe de notebooks fica pronta. Outra diferença com relação à CPU G5 a se ter em mente é que a T2080 pertence à família de CPU Book3e onde o “e” significa “embedded”, enquanto que a G5 é uma CPU Book3s (aka sPAPR), veja nesta página uma explicação esquemática das famílias PowerPC (https://www.kernel.org/doc/Documentation/powerpc/cpu_families.txt). Uma explicação mais detalhada das características da família de CPU Book3e está disponível aqui: https://www.nxp.com/docs/en/user-guide/BOOK_EUM.pdf.

    Sugerimos a qualquer pessoa interessada em ajudar no trabalho usar um Power Mac G5 com uma placa Radeon HD, e instalar a versão big endian PPC64 do Debian (https://cdimage.debian.org/cdimage/ports/current/).

    Também estamos procurando qualquer pessoa com algum conhecimento sobre como ajustar o software para permitir o suporte Altivec, um ponto flutuante de precisão única e um conjunto de instruções SIMD inteiro que melhoraria muito a experiência do usuário quando suportado.

    Nos últimos anos, identificamos algumas áreas-chave de software potencialmente afetadas por questões de endianness que podem ter um forte impacto no uso diário da plataforma, mas três áreas são, em nossa opinião, as mais relevantes:

    • Qualquer coisa relacionada ao uso de GPUs modernas da AMD Radeon. Selecionamos as GPUs AMD para nossa placa-mãe, já que, de modo geral, estas placas parecem se comportar bastante bem quando usadas em um ambiente big endian. O problema é que qualquer atualização em qualquer coisa relacionada ao uso destas placas de vídeo pode causar erros impedindo qualquer saída de vídeo, por exemplo, atualizações no kernel, no X11, Mesa para software 3D, e mais recentemente Wayland ou Vulkan. Por exemplo, uma atualização recente do SID do Debian para PPC64 quebrou algo e agora não podemos iniciar nenhuma sessão do X11 em nenhuma Radeon HD que tentamos. A causa está sob investigação.
    • A aceleração de hardware de vídeo também deve ser investigada, então precisaríamos de alguém capaz de lidar com problemas relacionados às tecnologias específicas da AMD Radeon, tais como Unified Video Decoder (UVD), Video Code Engine (VCE) e Video Core Next (VCN). Os softwares que utilizam estas tecnologias e devem ser cuidadosamente investigados são VLC, mplayer e a parte de decodificação de vídeo dos navegadores da Web, a fim de permiti-los reproduzir vídeos em velocidade máxima porque a CPU não é suficientemente potente para decodificar transmissões de vídeo FullHD ou 4K.
    • Navegadores da Web. Estes softwares são as aplicações mais utilizadas por qualquer tipo de usuário e sem eles o notebook não tem nenhuma chance de ser atraente para ninguém. O navegador mais estável e eficiente na experiência são o ArcticFox e o InterWebSnow.

    Notícias dos protótipos e próximas conferências

    Atrasos causados pela falta de componentes eletrônicos

    This image has an empty alt attribute; its file name is hdmi_connector.png

    Como mencionamos anteriormente, ainda somos vítimas das dificuldades da cadeia de suprimentos da indústria eletrônica. Em julho, informamos que “98% dos mais de 2000 componentes estão agora assegurados e serão entregues dentro do prazo”. A caça ainda está em andamento para os quarenta componentes restantes, e encontrá-los é crucial para não perder o prazo de outubro”. Alguns dos componentes de gerenciamento de energia estão atualmente indisponíveis, então o projetista eletrônico teve que pesquisar substitutos. Em breve, publicaremos o projeto de PCB atualizado rcom todos os novos componentes. A fábrica ainda não recebeu todos os componentes necessários que já encomendamos, e ainda não foi possível encontrar até agora em nenhum lugar do mercado. Em particular, estamos enfrentando problemas para obter o conector HDMI (número de peça 2041481-1) que caberia dentro do chassi do notebook Eclipse. Se você puder nos ajudar a encontrar tal conector, entre em contato conosco. Estamos procurando urgentemente por 3 unidades deste conector para os 3 protótipos. Além disso, também estamos procurando uma solução para a produção de lotes maiores.

    Aumento inesperado do preço dos protótipos: 1000 euros

    Estamos muito felizes com a generosa participação de todos os doadores que permitiram que a campanha do protótipo ultrapassasse 90% da meta final. Muito obrigado!

    Durante nossas pesquisas sobre os mercados eletrônicos em setembro passado, observamos um aumento vertiginoso dos preços. Somos um grupo de hobbistas com zero poder de barganha com os fabricantes de eletrônicos. Até mesmo a respeitada fundação Raspberry Pi foi forçada a aumentar seus preços.

    Consequentemente, cada protótipo ficou cerca de 300-320 euros mais caro, incluindo 22% de IVA local, representando um aumento total de 1000 euros, incluindo as taxas do PayPal para os três protótipos. Precisamos aumentar a meta da campanha de 12500 para 13500 euros.

    No momento, não podemos dizer se os preços voltarão a baixar e, além disso, quando a atual escassez de componentes eletrônicos acabará. Todos nós esperamos que a situação melhore quando a produção total do lote começar.

    Por outro lado, ser forçado a esperar por componentes eletrônicos é bastante compatível com o ritmo lento de nossa campanha de arrecadação, portanto, continue doando!!

    Placas de vídeo MXM

    Para ter uma idéia da atual escassez de eletrônicos, veja nossa compra da AMD Radeon E9172 MXM GPU (aproximadamente 295 EUR com IVA) e uma AMD Radeon E9174 MXM GPU (aproximadamente 380 EUR com IVA) em maio de 2021. A data de entrega prevista é 27 de novembro de 2021!

    No momento, o custo das três placas MXM necessárias para os protótipos não são cobertos pela campanha de doação, mas pedimos seu apoio financeiro para elas também.

    Enquanto isso, tivemos a oportunidade de comprar uma placa ATI Radeon HD4650 1GB DRR3 MXM 3.0 e, graças à gentil doação de Stefano, um novo colaborador da Itália, temos agora duas placas AMD FirePro M4000 GDDR5 1GB MXM 3.0A.

    A ACube Systems, nosso parceiro que cuida da construção dos protótipos, também comprou um adaptador PCI para MXM. O adaptador nos permitirá testar as placas MXM antes de termos o protótipo pronto, pois ele será usado em conjunto com a placa-mãe “Sam460ex” feita pela ACube Systems. Os testes serão realizados sob AmigaOS 4.1, um sistema operacional PowerPC nativo.

    Considerando atualizar para a licença Cern 2.0

    Estamos estudando a possibilidade de atualizar nossa licença de Open Hardware de Cern 1.2 para 2.0.

    A primeira coisa que notamos foi que a segunda versão está dividida em três variantes chamadas Strongly Reciprocal (S), Weakly Reciprocal (W) e Permissive (P). Basicamente, todos os três documentos são estruturados da mesma maneira e, na verdade, algumas seções são idênticas. As principais diferenças estão nas seções 3 Copiar, Modificar e Transmitir Fonte Coberta, 4 Fabricar e Transportar Produtos e 5 Pesquisa e Desenvolvimento (que não existe na licença Permissiva). As mudanças que podem ser encontradas comparando um documento com outro também implicam em conceitos diferentes a serem explicados na seção 1 Definições. A maioria dos termos que aparecem em mais de um documento tem a mesma definição. Exceções importantes a isto são 1.1 “Licença” que se refere à variante exata da licença em cada documento e 1.7 “Componente disponível” que não é exatamente o mesmo em R e W (e não existe em S).

    Como entendemos, a variante deve ser escolhida dependendo das restrições relacionadas aos componentes (Componentes Disponíveis) e peças adicionais que poderiam ser adicionadas pelo Licenciado (Materiais Externos). A OHL-S especifica que toda “a Fonte Completa é a Fonte Coberta” e qualquer modificação deve ser distribuída usando a mesma licença. Por outro lado, a OHL-W permite a inclusão de Materiais Externos, o que significa que você pode adicionar algumas componentes ao projeto usando uma licença diferente. Finalmente, a licença Permissiva não menciona nada sobre Componentes Disponíveis e Materiais Externos, mas permite fazer ou publicar um Produto apenas incluindo todos os Avisos do Licenciador.

    Para entender melhor as diferenças, os exemplos fornecidos na página FAQ do repositório Open Hardware são bastante explicativos:

    O que são todos estes sufixos?

    No domínio de software, existem três regimes de licenciamento geralmente reconhecidos para software livre e de código aberto: permissivo, copyleft fraco e copyleft forte. Há preferências e casos para cada opção, e o mesmo acontece com o hardware. Usamos a palavra “recíproco” ao invés de “copyleft” porque os direitos subjacentes em nosso caso não estão restritos aos direitos autorais. Portanto, quando você usa a licença, você precisa adicionar um Aviso aos seus projetos com um dos três sufixos a seguir: S, W ou P:

    • O CERN-OHL-S é uma licença fortemente recíproca. Por exemplo, se você libera arquivos HDL sob o CERN-OHL-S e depois alguém usa esses arquivos em sua FPGA, quando distribui o bitstream (seja colocando-o online ou enviando um produto com ele) precisa disponibilizar o resto do design HDL também sob o CERN-OHL-S.
    • O CERN-OHL-W é uma licença fracamente recíproca. Considerando-se o exemplo acima, se você liberar sua parte do projeto sob o CERN-OHL-W, alguém que distribui um bitstream que inclui sua parte não precisa distribuir o resto dos arquivos do projeto também.
    • O CERN-OHL-P é uma licença permissiva. Permite às pessoas pegar seu código, relicenciá-lo e utilizá-lo sem qualquer obrigação de distribuir as fontes quando enviam um produto.

    Em comparação com esta segunda versão, OSHL v1.2 não inclui os termos “Componentes Disponíveis” e “Materiais Externos”, o que dificulta o estabelecimento de uma relação direta com qualquer uma destas variantes. Isto nos faz pensar que provavelmente é mais similar à OHL-S.

    Considerando a seção de Isenção de Responsabilidade, que é a que protege o Licenciador das questões legais e adverte o Licenciado sobre sua responsabilidade, ambas as versões têm uma escrita muito semelhante. A versão 2 é ligeiramente mais detalhada especificando que “O Licenciador não terá, na máxima extensão permitida por lei, nenhuma responsabilidade por […]” enquanto a versão anterior não mencionava os limites criados por lei. De qualquer forma, pensamos que estes limites são alheios e o significado da seção de Isenção de Responsabilidade é equivalente.

    Mais uma vez, para comparar OSHL v1.2 e OHL v2, podemos fazer uso de uma pergunta na seção FAQ:

    Sou um usuário do CERN OHL versão 1.2. Quais são as principais mudanças introduzidas por esta nova versão?

    A versão 2 do CERN OHL melhora a versão 1.2 em vários aspectos:

    • A nova versão vem em três variantes: fortemente recíproca, fracamente recíproca e permissiva. As licenças recíprocas estipulam que as alterações de um projeto devem ser devolvidas à comunidade, para que todos possam se beneficiar delas. As licenças permissivas não impõem esta condição. Desta forma, o CERN OHL v2 atende aos diferentes modelos de colaboração atualmente utilizados em projetos de Hardware de código aberto.
    • Nas variantes recíprocas, é muito importante esclarecer o escopo das obrigações recíprocas. Ao introduzir os conceitos de “Componente Disponível” e “Material Externo”, mais o conceito já existente de “Produto”, a nova versão faz um esforço especial para esclarecer quais fontes devem ser compartilhadas tanto nas variantes -S como -W.
    • A versão 1.2 do CERN OHL incluiu uma licença de patente, ou seja, uma promessa do licenciante de que não processará um licenciado por violação de patente no que diz respeito ao projeto licenciado sob o CERN OHL. A versão 2 acrescenta uma cláusula recíproca para esta licença de patente: se um licenciado processar um licenciante por violação de patente, ele(a) perderá todos os direitos concedidos pela licença.
    • Na licença 1.2, não fizemos um esforço especial para atender ao desenvolvimento da Linguagem de Descrição de Hardware (HDL) como usada no Field Programmable Gate Array (FPGA) e no projeto de Circuito Integrado de Aplicação Específica (ASIC). Como ficamos convencidos de que não havia um regime de licenciamento recíproco apropriado para HDL, nos certificamos de que o CERN-OHL-S e o CERN-OHL-W podem fornecer uma boa solução para os projetistas de FPGA e ASIC com uma mentalidade recíproca.
    • A versão 2 faz um esforço especial para maximizar as chances de que o destinatário de um produto físico tenha acesso aos arquivos de projeto para esse produto. Isto é feito concedendo ao licenciante a possibilidade de incorporar uma URL ou outra referência no próprio objeto, e estabelecendo que os licenciados downstream devem respeitar esse aviso e atualizá-lo conforme aplicável se o projeto for alterado. Se eles entrarem em conformidade dentro de 30 dias após receberem uma notificação do licenciador, seus direitos são restabelecidos. Isto se destina a ajudar nos casos em que um licenciado infrinja os termos da licença inadvertidamente.


    Estamos ainda estudando qual alternativa é melhor da OHL-S, OHL-W e OHL-P. A decisão deve levar em conta quão livres queremos que os licenciados sejam quando produzimos ou modificamos nosso projeto.

    Participe de nossas palestras no OpenPower Summit 2021, Linux Day Online Italy 2021 e na Sfscon 2021

    Para notícias sobre nosso projeto e planos futuros, participe de nossas conversas durante:

    Linux Day 2021 Online (23 de outubro de 2021 3 PM CEST): “Quando a comunidade produz um laptop de Hardware Aberto“, em italiano.

    Na cimeira OpenPOWER NA 2021 (28 de outubro de 2021 às 2h45, horário de verão central (CDT), UTC -5): “Prepare-se para mudar a computação para a Arquitetura de Potência em Hardware Aberto“.

    Na Sfscon.it: PPC64: Protótipos de Notebooks de Hardware Aberto estão chegando (12 de novembro de 2021 14h30 CEST).

    Corra! Vote no nome da nossa placa-mãe!

    A partir de 22 de outubro de 2021, alcançamos 987 dos 1000 votos necessários para tomar uma decisão final sobre o nome da placa-mãe. Gostaríamos de fechar as piscinas assim que tivéssemos atingido esse número para começar a trabalhar na redação de logotipos e outros materiais de comunicação.

    Incorporando suporte ao PPC64 Big Endian ao Freedesktop-sdk

    This image has an empty alt attribute; its file name is MM_freedesktop2-01__copy_.png

    Graças a Charles e Manuel, membros de nossa equipe de software, enviamos um pedido de incorporação ao Freedesktp-sdk de um patch para permitir a compilação no PPC64 Big Endian. Essa foi uma grande conquista e um enorme esforço de nossos voluntários. Um ótimo trabalho, pessoal! Muito obrigado!!

    O Freedesktop-sdk estava prestes a cessar o suporte à arquitetura PowerPC por não ter um builder . A situação agora mudou, e estamos agora muito felizes em informar que mesmo graças à ajuda dos membros do OpenPower (da OSUOSL), em termos de atualizações e melhorias na branch ppc64le do freedesktop-sdk.

    Sinal verde para a linha de montagem do PCB

    This image has an empty alt attribute; its file name is FIA_start_lights_race_stopped.png
    This image has an empty alt attribute; its file name is factory-158423_1280-1024x512.png

    Graças ao generoso apoio de nossa comunidade, passamos da barreira dos 50% necessários para encomendar os componentes essenciais para os nossos 3 protótipos. Mas ainda precisamos do seu apoio para poder pagar à ACube o necessário para que adquiriam todos os materiais.

    Durante esta fase, a maior parte dos custos é para a aquisição dos componentes eletrônicos, impressão das PCBs e a inicialização do maquinário da linha de montagem. Por isso, além dos rascunhos das PCBs, precisamos atingir pelo menos 70% da meta para poder continuar.

    Somos muito gratos aos nossos doadores, especialmente ao Jeff Moe, que doou 2048 euros para os protótipos.

    No último post, comentamos sobre a placa de rascunho, que ainda não estava pronta. O desenhista da nossa PCB encomendou os componentes restantes como, por exemplo, os conectores, para ter certeza que os protótipos finais caberão no nosso chassis.

    Em consequência do momento delicado da indústria eletrônica global, tivemos que esperar um longo tempo para encomendar os componentes da nossa placa-mãe. Portanto, infelizmente, ainda não foi possível instalá-los na placa. A ACube está selecionando a linha de montagem certa para a produção dos protótipos, tarefa que também está sendo dificultada pelas circunstâncias globais.

    This image has an empty alt attribute; its file name is dummy_board_topside-1024x536.jpg
    Placa de testes

    Graças à placa de testes, o projetista já consertou alguns problemas mecânicos do design para melhor acomodar os componentes. A versão nova do projeto será publicada em breve na nossa repo.

    Votando no nome da placa-mãe

    Em outubro de 2020, começamos a pedir para que a comunidade sugira nomes para a nossa placa-mãe. Coletamos sugestões do nosso fórum e também do Twitter. Elegemos internamente os melhores nomes para uma consulta pública. Vote já!

    This poll is no longer accepting votes

    Vote the best names for our PowerPC Notebook motherboard
    1019 votes · 1172 answers
    TycheDivindade responsável pela sorte, prosperidade e destino de uma cidade.
    https://en.m.wikipedia.org/wiki/Tyche
    Sam2080Sugestão da ACube.
    BellatrixTerceira estrela mais brilhante da constelação Orion (x86. ARM. Power.) O nome também significa “guerreira”. Precisamos de alguma referência ao Am*ga. =)
    OlifanteCorneta antiga usada por heróis como Carlos Magno e Orlando.
    FarStarNave espacial idealizada por Isaac Asmiov no seu livro “Foundation’s Edge”. Uma nave gravitacional controlada por pensamentos via interface gerenciada por um computador avançado.
    Hénonhttps://en.wikipedia.org/wiki/Hénon_map
    DurandalEspada mística de Orlando.
    LillyNome feminino, como os chips do Amiga.
    VelouriaMúsica do The Pixies.
    https://songmeanings.com/songs/view/43064/?&specific_com=73015985030#comments
    OvertureTermo usado em sinfonias, com uma ideia de poder e elegância, que são benefícios potenciais do nosso projeto. Também nos dá acesso a uma série de nomes baseados em conceitos musicais.

    Nossa meta é coletar pelo menos 1000 votos antes de imprimir a placa final.

    Nosso notebook PowerPC na Amigawave

    No fim de fevereiro de 2021, Guillermo, um de nossos fundadores, foi entrevistado pela Amigawave. Se você tem interesse na nossa história, você pode assistir ao vídeo, onde explicamos tudo sobre o projeto, desde o começo até os dias de hoje. Além da nossa história, explicamos a complexidade de construir um laptop do zero; fatores como dissipação de calor e outros.

    Amigawave é um canal do YouTube muito conhecido pela comunidade espanhola de retroinformática. Seu foco principal é toda a variedade de Amigas, mas também cobre outras plataformas. Admiramos muito esse período da história. Nos anos 80 e 90, havia uma grande diversidade de computadores e arquiteturas. Como vocês sabem, a diversidade é um de nossos objetivos.

    15 de julho – nossa apresentação na British Computing Society.

    No dia 15 de julho de 2021, das 18:30 às 21:00 (hora de Greenwich), a British Computing Society apresentará um evento sobre a plataforma POWER e PowerPC, cobrindo o POWER ISA e hardware baseado na plataforma PowerPC.

    O título da nossa apresentação será “Prepare-se para o laptop de hardware aberto GNU/Linux PowerPC”. Esperamos até o fim de 2021 receber os três primeiros protótipos do laptop de hardware aberto PowerPC. O projeto começou no fim de 2014. Depois de um resumo dos episódios anteriores, descreveremos as possibilidades futuras do projeto e como o entusiasmo de todos pelo progresso e pelo compartilhamento do conhecimento leva-nos adiante.

    Design do PCB publicado nos formatos Mentor Xpedition, Altium e KiCad

    No começo de março, o engenheiro-consultor contratado com os fundos da nossa campanha de arrecadação entregou os arquivos do design da nossa PCB no formato Mentor Xpedition. Arquivos em formato proprietário não são ideais. Trabalhamos para convertê-los para o formato livre KiCad.

    Primeiro tentamos abrir os arquivos do Mentor Xpedition no Altium e, de lá, exportá-los no formato do KiCad.

    This image has an empty alt attribute; its file name is immagine-1024x538.png

    Foi uma surpresa agradável para nós quando os desenvolvedores do KiCad atenderam aos nossos apelos e imediatamente ajudaram com o processo de conversão dos arquivos-fonte. Somos muito gratos pela ajuda!

    Durante a nossa missão, achamos um post muito útil no blog do KiCad explicando como importar um arquivo do Altium para o KiCad.

    Aparentemente, o importador do Altium não está disponível quando você tenta abri-lo de dentro do KiCad Project Manager. Você precisa começá-lo da linha de comando via pcbnew-nightly para acessar os recursos de importação do KiCad.

    O KiCad eeschema-nightly não suporta a importação de diagramas do Altium. Há uma discussão em andamento, então talvez encontremos alguns testadores alpha/beta.

    This image has an empty alt attribute; its file name is Schermata-a-2021-04-06-00-56-24-1024x555.png

    Para o BOM, estamos encontrando informações no banco de dados do Altium e também no KiCad. O modelo resultante da primeira exportação é bem simples. Faltam alguns elementos (c43, u17, r9, que estão presentes no Altium). Não encontramos nada sobre a ativação ou desativação de detalhes no arquivo exportado KiCad BOM, então não temos certeza se conseguiremos colunas mais detalhadas.

    This image has an empty alt attribute; its file name is Screenshot_2021-04-06-Power-Progress-Community-oshw-powerpc-notebook-powerpc-laptop-mobo-1024x405.png

    Você encontrará os arquivos originais do Mentor Xpedition no nosso GIT. Não conseguimos executar o visECAD Viewer porque nem a licença gratuita parece funcionar. Parece que o visECAD Viewer não é mais suportado e não é possível baixá-lo. Não recebemos nenhuma resposta quando tentamos contactar a equipe de suporte da Siemens.

    Conseguimos visualizar a versão importada do Altium com o visualizador Altium online, graças ao suporte da equipe Altium.

    Depois de muitas tentativas, temos o prazer de anunciar que agora é possível abrir os arquivos-fonte da placa-mãe do nosso notebook usando o kicad-nightly.

    Mais notícias:
    A Slimbook proverá mais dois chassis vazios. Eles serão usados para confirmar que nossos protótipos cabem corretamente.
    Ao mesmo tempo, a ACube Systems está pesquisando placas de vídeo MXM com chips AMD que possam ser usadas nos protótipos.
    Estamos investigando como poderemos arrecadas os fundos necessários para pagar pelas placas de vídeo MXM que serão usadas para os testes e pelos dois chassis adicionais.
    Graças às contribuições recebidas, a preparação dos componentes dos protótios vai bem.

    Gostaríamos de atingir 50% da nossa meta final o mais cedo possível para evitar atrasos na preparação dos protótipos. Precisamos do seu apoio mais que nunca!

    Protótipos e arquivos gerber da PCB

    Os engenheiros responsáveis pelo design usaram o software Mentor Xpedition para o projeto e, em poucas semanas, publicaremos os originais. Atrasamos porque ainda estamos simulando o PCB e, até os resultados finais, o design e, consequentemente, os arquivos gerber, podem mudar. A simulação do PCB foi financiada com recursos da campanha de arrecadação que estamos concluindo agora. Como nenhum membro da nossa associação tem as ferramentas necessárias, a ACube Systems está supervisionando o projeto.

    This image has an empty alt attribute; its file name is Schermata-a-2021-02-08-23-19-21-1024x640.png

    Estamos cientes de que prover os arquivos usando software proprietário não é uma situação ideal. Logo, estamos investigando como poderíamos prover as fontes usando o KiCad. Em uma primeira tentativa, estamos testando carregar os arquivos do Mentor Xpedition usando o software Altium e, dali, convertê-los para o KiCad. Procuramos voluntários que possam nos ajudar com o processo de conversão.

    This image has an empty alt attribute; its file name is Mas100n1-PPC_PORTABILE-R_0.png

    Durante discussões com a ACube sobre a simulação, reparamos que o acordo verbal que fizemos em 2017 não é mais viável. O mundo mudou. Naquela época, estimamos um custo de 10.500 Euros: 3000 euros para o equipamento inicial e 1500 euros para o protótipo da placa-mãe, multiplicados por 5 placas-mãe. Entretando, depois de atualizar os custos baseados nos preços atuais de mercado, está claro que o custo da maior parte dos componentes subiu muito, talvez por causa da pandemia. Por exemplo, a CPU NXP T2080 dobrou de preço. Depois de negociar com a ACube, conseguimos manter o preço de 3000 euros, mas o custo final para cada protótipo subiu para 3000 euros. Isto é o dobro da estimativa inicial feita há quatro anos.

    Consequentemente, decidimos produzir apenas 3 protótipos, totalizando 9000 euros. Também gastaremos mais 500 euros para produzir um protótipo não-funcional, impresso em um PCB de duas camadas e com todos os componentes mecânicos corretamente instalados. Usaremos esse protótipo para confirmar que os protótipos funcionais cabem no chassis Slimbook Eclipse. Como resultado, aumentamos a meta da campanha de arrecadação atual para 12.500 euros.

    This image has an empty alt attribute; its file name is Schermata-del-2021-02-08-23-33-49-1024x612.png

    Estamos investigando o impacto do aumento dos custos no preço final do produto. Assim que tivermos uma estimativa sólida, publicaremos os resultados.

    Mais jogos, Fosdem 21 e mais

    Progress on the software front

    Todos sabemos que o fator chave para a viabilidade de qualquer plataforma é a disponibilidade de software. Como bem sabem os usuários de certo sistema operacional. =)

    Nós sabemos disso. Nossos colaboradores estão focados em compilar e otimizar uma ampla gama de jogos e aplicações de produtividades na plataforma PPC64 Big Endian. Visite nossa repo.

    Super Mario 64

    This image has an empty alt attribute; its file name is Schermata-del-2021-01-03-16-58-30-1024x578.png

    O eterno sm64 está a caminho do nosso portfólio, com suas infinitas horas de desafios e cores vibrantes, amado por crianças e adultos de todas as idades. Pule, você, mergulhe, explore profundezas, lagos, montanhas e ache todas as estrelas para salvar a princesa.

    This image has an empty alt attribute; its file name is Screenshot_2021-02-04-Power-Progress-Community-1024x576.png

    Super Tux Kart é inspirado pelo jogo de corrida mais popular do mundo dos arcades. Você precisará de muitas e muitas horas para conquistar cada curva e ultrapassar seus oponentes. Nas palavras dos desenvolvedores da Mascot Kingdom: “No modo carreira, você precisa desafiar e derrotar o diabólico Nolok para proteger o reino Mascot. Você pode jogar sozinho contra o computador, competir em vários Grandes Prêmios ou tentar superar seus próprios recordes no modo de tomada de tempo. Você também pode correr ou batalhar com até oito amigos em um único computador, jogar em uma rede local ou online contra jogadores de todo o mundo.”

    H-Craft Championship

    O H-Craft Championship é um jogo de corrida sci-fi com mais de 28 pistas e uma física de condução única. Conquiste o troféu do campeonato ou desafie seus limites em dois modos de tomada de tempo. Você também pode se divertir com sua família e amigos com até 4 jogadores dividindo o mesmo computador.


    Infelizmente, precisamos interromper nosso trabalho portando a Unreal Engine. É uma tarefa complexa e enfrentamos vários desafios. Planejamos recomeçar a tarefa quando completarmos os MRs do nosso port do Freedesktop-SDK, necessários para compilar os pacotes flatpak no PPC64 Big Endian.

    FreeCAD

    Quando é hora de trabalhar, além das aplicações de produtividade cotidianas, também oferecemos uma versão otimizada do FreeCAD, para que você possa realizar a sua próxima revolução usando o melhor laptop do mundo. O FreeCAD é um modelador CAD, MCAD, CAx, CAE e PLM para uma ampla gama de usos em engenharia e arquitetura, e roda do mesmo jeito em todas as plataformas principais, garantindo total portabilidade do seu trabalho.

    Se você não acredita no código fonte, tenho certeza que acreditará nos seus próprios olhos. Visite nosso canal no YouTube e desfrute de toda a glória PowerPC!

    Empolgados?

    Se você tem a chance e habilidade para ajudar, nosso grupo amigável convida para que deixe sua marca no futuro do software livre e, além do mais, você se tornará um desenvolvedor melhor e mais versátil. Por quê?

    Vivemos em um mundo cada vez mais little endian. Com o monopólio quase completo do x86/amd64 no mundo da computação, a cultura de escrever código portátil e de alta performance para várias plataformas está em declínio. Preferimos um mundo multicultural. Um ambiente onde várias plataformas t6em a chance de prosperar oferece novas perspectivas de como resolver problemas computacionais, em vez de contar apenas com a mesmice. Isso ajuda a criar um mundo de software melhor, mais aberto e mais seguro.

    Quando desenvolver para a nossa plataforma, você precisa manter em mente que você está escrevendo para uma plataforma Big Endian. Conversão manual de endianness deve ser evitada. Com cuidado, você pode extrair um pouco mais de performance, mas sempre em casos específicos e com cuidado para detectar a plataforma-alvo em todo o seu código. Caso contrário, o seu código não será portátil.

    Com a troca automática de endianness, o código é mais fácil de manter e portar. POSIX oferece ferramentas para a detecção e conversão automática. Para maiores detalhes, consulte nossas diretivas.

    Nossa palestra na FOSDEM 21

    A FOSDEM é um evento grátis para reunir desenvolvedores onde possam trocar ideias e colaborar. Em 2021, o evento será online. Participe da melhor conferência FOSS na Europa – o registro é grátis.

    Claro que estaremos presentes. O Roberto Innocenti dará uma palestra explicando porque é hora para começar a usar hardware livre e a viabilidade da arquitetura Power.

    A palestra do Roberto será no sábado, 6 de fevereiro de 2021.

    Design da PCB quase completo. Preparativos para a próxima campanha almejando protótipos funcionais

    A campanha almejando as fast bus simulations está quase concluída. Receberemos o design final da PCB antes do fim de 2020. Assim que o recebermos, ele será publicado no nosso Git. Abaixo, a screenshot do design da PCB em progresso:

    Nossa placa-mãe PowerPC no Mentor Xpedition

    Como temos feito até agora, a nossa próxima campanha de arrecadação para a produção dos 5 protótipos começará assim que a atual se finalizar. Em coordenação com a ACube Systems, estabelecemos um valor de 10.500 Euros para os protótipos, e esperamos entregá-los durante a primavera de 2021.

    Freedesktop-sdk para PPC64 Big Endian compilado!

    Modificamos o freedesktop-sdk para compilar perfeitamente no PPC64. Estamos coordenando com o time Freedesktop para incluir nossas modificações no repositório principal.

    Compilamos com sucesso os 432 pacotes, envolvendo inclusive a última versão do go lang.

    Agradecemos ao laboratório Open Source OSU e à fundação OpenPOWER por fornecer-nos acesso à uma VM Power9 com 8 cores e 16GB de RAM para que pudéssemos compilar o Freedesktop-sdk para PPC64.

    Agora graças à OpenPOWER@UNICAMP, temos acesso a uma VM Power8 para recompilar o freedesktop-sdk integrado continuamente ao pipeline do gitlab do freedesktop.

    Com o Flatpak e o Freedesktop-sdk rodando no Debian 10 PPC64 Big Endian, estamos um passo mais próximos de ver os pacotes flatpak preparados para PPC64.